Bernardo Santana - Deputado Federal

Notícias

Home » Notícias » Bernardo Santana assume Presidência da Frente Parlamentar de Silvicultura

19/6/2013 às 00:00:00

Bernardo Santana assume Presidência da Frente Parlamentar de Silvicultura

Bernardo Santana assume Presidência da Frente Parlamentar de Silvicultura

Confira!

O deputado Bernardo Santana é o novo presidente da Frente Parlamentar de Silvicultura. A posse aconteceu nesta terça-feira (18), em Brasília, em evento que reuniu representantes de entidades setoriais, empresários e autoridades políticas. Na ocasião, a ABRAF – Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas lançou a versão 2013 do seu anuário estatístico, que compila informações oficiais do setor florestal desde 2006.

Atuação

Antes de assumir o seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados, em 2010, Bernardo Santana foi presidente da Associação Mineira de Silvicultura (AMS), entidade presente em 440 municípios mineiros e que representa as empresas que investem em florestas plantadas no Estado. Em sua gestão, o número de empregos gerados no setor dobrou, passando de 370 mil para 750 mil vagas.

Ao longo da sua carreira profissional, ainda atuou na representação institucional de diversos setores afins, via participação em reconhecidas entidades, como a Câmara de Base Florestal da Federação de Indústrias do Estado de Minas Gerais – FIEMG e o Conselho de Política Energética do Estado de Minas Gerais – CONER.

Na Câmara Federal, Bernardo Santana continua trabalhando na defesa de políticas públicas virtuosas para incentivar e valorizar cada dia mais o setor produtivo rural nas áreas de produção de alimentos e florestas, e também na área de exploração de recursos minerais, campos que ele considera essenciais para o desenvolvimento socioeconômico do país.

Agrominerais

Na Comissão de Agricultura, da qual participa como membro, o parlamentar apresentou no último mês parecer pela aprovação do Projeto de Lei que inclui remineralizadores (agrominerais) e substratos para plantas entre os insumos destinados à agricultura (PL 4781/2012).

Para ele, o Brasil precisa investir na exploração e aproveitamento dos agrominerais como fonte estratégica de insumo para a manutenção e crescimento da produtividade agrícola nacional, considerando a dependência externa do país dos principais insumos da cadeia de fertilizantes, dos quais já poderia ser autossuficiente frente ao potencial mineral brasileiro.

Penhor Agrícola

Com o objetivo de garantir a oferta do crédito rural e estimular a atividade no país, o deputado Bernardo Santana apresentou o Projeto de Lei 83/11, que inclui madeira, produtos madeireiros e outros derivados de floresta plantada entre os itens que podem ser objeto de penhor agrícola. A proposta já foi aprovada pela Comissão de Agricultura, na forma de substitutivo, e encontra-se agora na Comissão de Constituição e Justiça, onde recebeu parecer favorável do relator e aguarda a entrada na pauta de votações.