Bernardo Santana - Deputado Federal

Notícias

Home » Notícias » Câmara aprova projeto que prevê aproveitamento múltiplo de hidrovias

11/6/2014 às 15:00:00

Câmara aprova projeto que prevê aproveitamento múltiplo de hidrovias

Câmara aprova projeto que prevê aproveitamento múltiplo de hidrovias

Confira!

Após sofrer vista conjunta, adiamento da análise da matéria para, no máximo, passadas 5 sessões ordinárias, o Projeto de Lei nº 5335/09, que trata dos dispositivos de transposição hidroviária de níveis, teve suas emendas aprovadas pela Câmara dos Deputados na tarde de ontem, 10. O presidente da Comissão de análise do projeto, deputado Bernardo Santana, elogiou o trabalho de relatoria do deputado Eduardo Sciarra e ressaltou a importância do projeto para o avanço da infraestrutura brasileira. 
 
O projeto, do Senado, recebeu atenção prioritária na Câmara. Passou por Comissões e Audiências Públicas onde representantes dos setores Mineral, Agronegócio, e Indústria sobre Transporte Hidroviário discutiram os impactos do projeto e deram aval positivo.
 
O aproveitamento de hidrelétricas como fonte de energia e também meio de transporte hidroviário é um método já utilizado em países da Europa. Os principais atrativos da alternativa são os custos reduzidos de logística de produtos agrícolas, minerais, transporte de passageiros e de cargas gerais, comparado a outras formas de translado. Em plena geração em que sustentabilidade e economia são palavras-chave, o aproveitamento múltiplo de hidrovias cria expectativas, sobretudo por ser uma opção perene e com menores níveis de emissão de poluentes. 
 
O Líder do PR, deputado Bernardo Santana, agradeceu a confiança depositada como presidente da Comissão do projeto e salientou a importância da matéria. “Quero parabenizar todos os envolvidos na causa pelo belo trabalho e empenho, em especial o deputado e relator, Eduardo Sciarra. Este projeto, sem dúvida, traz grandes expectativas para o avanço da infraestrutura brasileira”, pontuou. 
 
A pauta seguirá para o Senado e só depois que revisada passará à sanção presidencial.