Bernardo Santana - Deputado Federal

Notícias

Home » Notícias » Atuação do deputado Bernardo Santana resulta em debates com autoridades para esclarecimentos ao setor produtivo

18/9/2013 às 00:00:00

Atuação do deputado Bernardo Santana resulta em debates com autoridades para esclarecimentos ao setor produtivo

Confira!

O trabalho do deputado Bernardo Santana em favor do setor produtivo brasileiro continua rendendo frutos. Hoje (18), o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, prestará esclarecimentos sobre a intenção de liberação, pelo governo brasileiro, da importação de banana do Equador.

O debate foi sugerido pelo deputado Bernardo Santana, através de requerimento aprovado na Comissão de Agricultura. Para ele, o governo brasileiro não pode colocar em risco as medidas fitossanitárias da produção nacional de banana. "Isso traria prejuízos econômicos e sociais incalculáveis, especialmente para um segmento fragilizado da sociedade, constituído em sua grande maioria por agricultores familiares", disse.

O ministro Pimentel também discutirá sobre outros temas relacionados à redução da participação da indústria brasileira no Produto Interno Bruto (PIB). As Comissões participantes da audiência pública conjunta são: de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e de Viação e Transportes.

Subcomissão de Cartelização

A pedido dos deputados Bernardo Santana (MG) e Moreira Mendes (RO), a Subcomissão Permanente de Combate à Cartelização do Agronegócio no Brasil também ouve, nesta quarta-feira, o diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), Jurandi Soares Machado.

O grupo, que é vinculado à Comissão de Agricultura, pretende oferecer soluções às práticas monopolistas em prejuízo dos produtores rurais brasileiros.

Esse é o quarto debate sobre a prática de cartel na cadeia produtiva da carne no Brasil e no mercado internacional. Já foram ouvidos representantes do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindam), da indústria de medicamentos veterinários e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.