Bernardo Santana - Deputado Federal

Notícias

Home » Notícias » Bernardo Santana marca presença no lançamento de ações para a promoção do carvão vegetal

7/2/2014 às 14:00:00

Bernardo Santana marca presença no lançamento de ações para a promoção do carvão vegetal

Bernardo Santana marca presença no lançamento de ações para a promoção do carvão vegetal

Confira!

Presidente da Associação Mineira de Silvicultura - AMS, o deputado federal Bernardo Santana participou nesta sexta-feira (7), em Belo Horizonte, do lançamento de ações do Governo Federal para a promoção do carvão vegetal.

O parlamentar compôs a mesa da solenidade juntamente com os ministros Fernando Pimentel (do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior),  e Izabella Teixeira (do Meio Ambiente). Também presentes o presidente do Sindicato das Indústrias de Ferro-gusa de Minas Gerais - Sindifer, Fausto Varella; o presidente da FIEMG, Olavo Machado Júnior; e o presidente do Conselho Diretor do Aço Brasil, Benjamin Batista.

Na oportunidade, Bernardo Santana destacou que o programa lançado vem atender a expectativa da indústria mineira. Ele lembrou que a batalha para suprir a deficiência brasileira do coque mineral por meio do uso de carvão vegetal teve início em Minas Gerais e afirmou que o país possui hoje a maior tecnologia em florestas no mundo, tendo passado à frente de Portugal, então primeiro colocado.

“Temos no eucalipto uma grande riqueza. Sua relevância socioeconômica pode ser medida frente ao IDH (índice de desenvolvimento humano) dos municípios em que a silvicultura se faz presente. Sob o aspecto ambiental, sem falar no sequestro de carbono, o plantio florestal não só é responsável pela recuperação de áreas degradadas como pela diminuição da pressão sobre nativas, visto que em termos de produção de madeira, 1 hectare de floresta plantada equivale a 10 hectares de floresta nativa”, destacou o deputado Bernardo Santana.

O Projeto

Iniciativa pioneira que envolve articulação entre o Governo Federal e o Governo de Minas Gerais, o projeto aportará recursos internacionais da ordem de US$ 5 milhões (que deverão ser complementado por recursos nacionais de US$ 25 milhões) para a promoção de tecnologias de carbonização sustentável.

O projeto envolve a realização de estudos técnicos, articulação institucional e o estabelecimento do “Programa de apoio à carbonização sustentável”.